Escolha uma Página

Você já imaginou como seria se todas as redes socais da sua empresa tivessem muito sucesso e engajamento com todos os seguidores?

Resultado de imagem para excited

Seria, no mínimo, uma coisa que te deixaria feliz e realizado. Pode parecer difícil e você deve achar que somente que grandes empresas têm isso porque, afinal, são grandes empresas com enormes verbas de marketing.

Mas calma, nada está perdido…

Primeiramente, você deve entender que engajar é o ato de se relacionar de forma voluntária. Ou seja, não pense em números, não compre os seus seguidores. Use estas sete táticas comprovadas para gerar mais engajamento em suas redes sociais e conquiste novos clientes:

1. Aproveite os memes e as atualidades para gerar mais compartilhamentos

Os memes estão entre as melhores técnicas para conseguir mais engajamento nas redes sociais. Aliás, você sabe o que é um meme?

Imagem de um meme.

É a viralização de uma informação que se propaga de pessoa para pessoa, de uma forma muito rápida. As imagens, os vídeos e as frases só se tornam populares quando fazem parte da nossa cultura.

O problema dos memes é que eles não duram muito tempo. Quase todo dia surge algo novo…

Como saber qual é o momento certo?

Você deve se manter antenado às novidades do Twitter e principalmente do Facebook que surgem a cada hora – sua empresa precisa aproveitar esses conteúdos virais para divulgar seu produto ou serviço e conseguir novos leads.

Ele, provavelmente, estará espalhado por todo lugar. Sério, em todas as redes sociais. Você se lembra deste?

Print de uma publicação na página da Wunder com um mele, na descrição está escrito "Quando um anúncio no Facebook não é aprovado :'(". A imagem possui a seguinte legenda "Seu anúncio não foi aprovado! Siu Inincio Ni Fi Iprividi!"Ele viralizou muito rápido e foi o suficiente para que muitas empresas usassem ele. Mas chega um momento em que começa a chatear as pessoas, porque você está cansado de tanto que já foi utilizado. Isso quer dizer que ele não é mais tão viral, muito menos engraçado. Se chegar a esse ponto, não o use!

Pegar a onda de um meme depois que já passou seu pico de fama e está esfriando ou sumindo das timelines, funciona como um tiro no pé. Sua empresa será vista como desatualizada e seus seguidores poderão achar que vocês estão desesperados e perdidos.

Escrevemos um artigo com alguns sites que você pode encontrar memes para se manter atualizado.

Como criar um meme?

É simples, acesse este site: https://imgflip.com/memegenerator. Escolha um meme (entenda a história por trás dele antes, assim você se livrará de problemas) e coloque uma legenda relevante para seu público (esse meme realmente faz sentido para seu negócio?).

Print da página de criação de um meme.

2. Publique nos melhores horários para aumentar seu alcance

Se você for até o Google e pesquisar algo como “Qual é o melhor horário para publicar no Facebook?”, vai encontrar diversas promessas falsas. Mas nós seremos sinceros…

A única pessoa capaz de responder isso é você mesmo. E nós iremos te ajudar.

No Facebook é bem simples, você só precisa acessar o Facebook Insights e ver os melhores horários para cada dia da semana.

Print da aba "Informações" no Facebook, dando destaque para o relatório com horários em que os usuários ficam ativos.

Teste os horários fornecidos e analise se eles funcionam ou não.

Já em relação aos outros meios, você deve usar ferramentas de análise para identificar o melhor horário, como a Buffer que possui uma versão gratuita. Para e-mail marketing, usamos o Active Campaign, que nos fornece um relatório com os horários de abertura:

Print da aba "Relatórios" no Active Campaign

Se você quer muitas interações com suas publicações, tem que publicar no momento em que as pessoas estão online.

3. Escreva títulos impossíveis de serem ignorados

Sejamos sinceros… O que chamou sua atenção para acessar esse post?

Você pode pensar em alguma resposta, mas a verdade é que o título te trouxe até aqui. Até porque, o texto pode ser ótimo, mas se o título não for bom, ninguém vai clicar.

A função dele é exatamente essa, gerar curiosidade e comunicar ao espectador o que ele vai encontrar. Então, anote alguns pontos importantes sobre como um título excelente deve ser:

Por exemplo, se você definiu que sua palavra-chave será “sobrancelha definida”, use o Keyword Tool, ferramenta para encontrar palavras-chave, para descobrir uma palavra-chave de cauda longa:

Print da pesquisa pela palavra-chave "sobrancelha definida" no Keyword tool, dando destaque para a palavra-chave de cauda longa "como fazer sobrancelha bem definida"

Ferramentas

Separamos algumas ferramentas (infelizmente só estão disponíveis em inglês) que podem te ajudar a entender como um título deve ser até você conseguir criar um muito bom sozinho. Todas as ferramentas são grátis.

CoSchedule – Headline Analyzer

O Blog Post Headline Analyzer analisa o título que você pretende usar no artigo, mostrando as palavras-chave, como ele aparecerá no Google e muito mais.

Print de uma pesquisa feita no Headline Analyzer da CoSchedule.

Hubspot – Blog Topic Generator

Essa ferramenta te ajudará a definir um assunto para escrever. Você deve escolher três substantivos e preencher as lacunas para que ele gere alguns exemplos de títulos.

Print do resultado de uma pesquisa feita no Blog Topic Generator da Hubspot

Portent -Title Maker

A “Fábrica de títulos” é a nossa preferida. Além de criar títulos baseados em suas palavras-chave (nem sempre é certeira), ela explica o porque cada elemento do título gerado será bom para o seu artigo.

Print do resultado de uma pesquisa feita no Title Maker da Portent.

Lembre-se: ninguém vai reler o seu título. Você tem menos de dez segundos para convencer o leitor a clicar no seu artigo e acessar o seu site. Para saber se ele está perfeito, leia e se pergunte “Eu clicaria neste título?”

Anote esses truques e tenha sempre uma carta na manga:

  • “Você” é uma das palavras mais fortes para chamar a atenção
  • Use palavras negativas como “Nunca”, “Pare”, “Não”. 
  • Incite o leitor usando “Essencial”, “Sem esforço”, “Mais rápido”, “Melhor”, “Mais fácil”, “Sempre”
  • Crie uma lista de “Razões’, “Lições”, “Idéias”, “Maneiras”, “Segredos” ou ‘Truques” (Evite usar “Coisas”) , elas são mais fáceis de compreender. 
  • Fale de você mesmo. Por exemplo, “Como eu ganhei um concurso de beleza depois de tingir o cabelo”
  • “O que”, “Porque”, “Como” ou “Quando” – Essas palavras que funcionam como gatilhos mentais são as mais eficientes

4. Divulgue sua empresa além do Facebook

O Brasil é o terceiro país com mais usuários, cerca de 99 milhões, ativos no Facebook. Mas, isso não é o suficiente…

Apesar de o Facebook ser a maior rede social do mundo, ele não deve, NUNCA, ser a sua única fonte de tráfego. Por quê? Bom…

Segundo uma pesquisa realizada pela Campaign Monitor, ferramenta de e-mail marketing, um e-mail é 40 vezes mais efetivo para aquisição de novos clientes do que outras redes sociais. E o Pinterest gerou mais de dois milhões de visitas em um post no blog da BuzzFeed.

Então, antes de definir qual será a sua principal fonte de tráfego, faça um teste com outras:

Link Building

Link Building é uma tática de SEO com o foco em obter links de outros sites. Com isso, o seu blog se torna popular e, assim, os buscadores passam a “confiar” mais nele.

Você conhece uma empresa que pode realizar uma possível parceria? Então escreva um artigo pensando em como pode fazer isso com ela e envie um e-mail para contatar.

Mas lembre-se de que você não pode falar com o responsável como se fosse só em questão de troca. Não envie algo como “Eu só indico se você me indicar”, seja profissional e deixe que o outro decida. Se o seu artigo for bom, ele não terá porque negar.

Nós criamos um modelo de e-mail para você adaptar ao seu negócio:

Assunto do e-mail: Contato [NOME DA EMPRESA]

Corpo do e-mail: Olá, [NOME DO CONTATO],

Meu nome é [SEU NOME], sou responsável pelo blog [NOME DO SEU BLOG], que fala de [TEMA RELACIONADO AO SEU BLOG – TENTE LISTAR 3 ASSUNTOS].

Primeiramente, quero parabenizar o seu blog. Gostei muito dos conteúdos e tenho certeza que tem a ver com o nosso público.

Gostaria de compartilhar com nossa base o seu artigo [NOME DO ARTIGO]. Claro que citaremos a fonte e deixaremos um link para o seu blog.

Acredito que podemos manter contato e, quem sabe, pensar em parcerias. Vejo que nossos ideais se complementam bastante.

A propósito, tomei a liberdade de reunir três posts que talvez interessem bastante a você e seus leitores. Dê uma olhada e me diga o que achou:

– [NOME DO POST – HYPERLINK]

– [NOME DO POST – HYPERLINK]

– [NOME DO POST – HYPERLINK]

Desde já, agradeço a atenção. Espero que possamos fazer muita coisa legal juntos.

Um abraço, [SEU NOME]

[SEU CARGO] – [NOME DA SUA EMPRESA]

Acesse nossa plataforma para ter acesso a outros templates.

E-mail Marketing

Para aumentar suas vendas online você deve fazer mais do que enviar e-mails com ofertas, é preciso oferecer conteúdo.

De acordo com um estudo feito pela Radicati, empresa de pesquisa, uma mensagem é cinco vezes mais provável de ser vista no e-mail do que em redes sociais.

Se você já o utiliza, escrevemos um artigo com diversos truques para ganhar mais aberturas e cliques.

Mas se você ainda não tem uma base de e-mails, a tática mais eficaz é criar uma isca digital, que é uma troca irresistível na qual se oferece algo específico em troca das informações de contato do visitante. Existem diversos tipos, como um e-book, webinário, template, teste grátis, quiz, questionário, entre outros.

Nós criamos o e-book “25 Posts de Blog que sempre geram tráfego” e por meio dele conquistamos mais de 200 leads em menos de um mês, investindo muito pouco por isso.

Print do analytics, destacando os acessos na página do E-book

Depois de criar sua base de e-mails, você deve manter um relacionamento, oferecendo conteúdo. Crie uma newsletter com novidades sobre seu negócio, sempre que atualizamos o blog com um conteúdo incrível, enviamos um e-mail para nossos assinantes:

Prtinde um e-mail marketing enviado para os assinantes da Wunder, informando sobre um novo post no blog.

Redes Sociais

Twitter, Instagram, Pinterest, Snapchat… São tantas redes sociais…

Você não precisa estar em todas, mas deve saber onde o seu público se encontra. Se ele for mais jovem, por exemplo, passará maior parte do tempo no Snapchat e no Twitter. Um infográfico criado pela ComScore, empresa de pesquisa, mostra a faixa etária dos usuários de cada rede social.

Infográfico criado pela ComScore mostrando as principais faixas etárias em cada rede social.

Se especialize melhor em cada rede social. Em nossa Plataforma você encontra cursos sobre o Instagram, e em breve, lançaremos um sobre o Twitter. Já neste artigo você encontra 8 tutoriais para alavancar seu negócio com o Pinterest.

5. Compartilhe o conteúdo que seu público gosta (mais uma vez)

Um bom planejamento de conteúdo para redes sociais exige um bom adiantamento, de no mínimo uma semana ou um mês, mas isso não quer dizer que você é obrigado a produzir conteúdo todos os dias.

Já pensou em compartilhar conteúdos antigos que já fizeram sucesso com seu público? Além de gerar engajamento e lembrança, você estará apresentando seu melhor conteúdo para as pessoas que ainda não tiveram acesso à ele.

Para saber qual foi o conteúdo que teve mais acessos é fácil. Vá até sua conta no Google Analytics e siga este passo a passo:
Print da aba "Todas as páginas" no Google Analytics dando destaque para os resultados e a data.

Em alguns casos pode ser complicado adaptar. Por exemplo, em 2015 escrevi um artigo com o título “Em 2015 não prometa”. Infelizmente eu não posso alterar o texto, muito menos compartilhar ele sem encaixá-lo em um contexto. O ideal seria compartilha-lo e inserir uma frase na descrição que diga algo como “Em 2015 você disse que não faria promessas que não fossem possíveis cumprir, já é dezembro de 2017, como estão as coisas por aí?”.

Para evitar que isso aconteça, crie conteúdos sem “validade” como artigos que ensinam algo ou uma lista com táticas que não mudam. Por exemplo:

  • Como fazer seu quarto pequeno parecer enorme
  • 8 maneiras para se sentir mais feliz quando parecer o fim
  • 5 segredos de uma pessoa bem organizada

6. Redes sociais são sociais…

Você se lembra das últimas coisas que viu na timeline do seu Facebook? Tenho certeza de que entre elas, existia algum post falando sobre um acontecimento bom ou ruim na vida pessoal de alguém.

Acontece que as pessoas compartilham tudo o que sentem e são essas publicações que possuem interações.

Elas acessam o Facebook para ter um momento de distração, se comunicar com conhecidos ou qualquer outra coisa legal que não seja ver propaganda. Então, sempre que uma empresa interage com elas de uma forma diferente acaba conquistando as pessoas.

E é por isso que a Regra 80/20 é uma tática comprovada e a mais respeitada pelos profissionais de comunicação para gerar engajamento com o público.

A ideia é que 20% do conteúdo fale sobre a própria empresa e 80% seja relacionado aos interesses dos clientes, algo que acrescente a vida deles de alguma forma. Tenha em mente que 80% do seu conteúdo pode ser emocional, educacional, informativo, interessante ou divertido. Veja como a fanpage da fabricante de cosméticos Salon Line faz:

Ao seguir esta regra você consegue descobrir quais são os tópicos que mais interessam seus clientes e faz com que eles compartilhem seu conteúdo com outras pessoas, porque a sua empresa é incrível, diferente das outras que só fazem autopromoção.

Não se esqueça que escrever suas publicações na terceira pessoa pode parecer chato demais ou distante, use “Eu”, “Nós” e “Você” mais vezes para se aproximar de seus seguidores. Escreva da mesma maneira que conversa com um amigo, mas sem deixar de soar profissional. E claro, use emoticons também :), eles são legais e as pessoas gostam.

7. Compartilhe vídeos, eles funcionam!

Um estudo feito pela Social Bakers, software de monitoramento, mostra que um vídeo gera 135% mais alcance do que um post com fotos no Facebook. E 82% dos usuários do Twitter assistem vídeos na rede social.

Com isso, podemos dizer que você terá muito mais engajamento com seus fãs se publicar vídeos em suas redes sociais.

Se não tem uma câmera, não se desespere. Comece usando o seu próprio celular, mas fique atento à questão sonora e à duração do vídeo. Prefira ambientes com pouco barulho (a menos que você trabalhe com música) e não deixe que o durar mais que um minuto e meio. Para fazer uma edição é você pode usar programas simples e fáceis como o próprio Movie Maker.

Confira estes exemplos:

Tastemade

Ideias incríveis

Incrível

De acordo com o Facebook, vídeos que contam histórias mantêm seus seguidores interessados. Lembre-se que educar é uma das melhores tática para gerar engajamento.

E então, gostou dessas dicas? Qual tática você usa para gerar mais engajamento nas redes sociais?